Continua após a publicidade..

Onde encontrar empregos em jornalismo de investigação

Continua após a publicidade..

Onde encontrar empregos em jornalismo de investigação

O jornalismo de investigação é uma área essencial para a sociedade, pois é responsável por expor a verdade, revelar escândalos e corrupção, e garantir a transparência nos assuntos de interesse público. Se você é um jornalista interessado em trabalhar nessa área, é importante saber onde encontrar empregos em jornalismo de investigação. Neste glossário, vamos apresentar algumas opções e recursos que podem te ajudar a encontrar oportunidades nesse campo tão importante.

1. Sites especializados em jornalismo de investigação

Uma das melhores maneiras de encontrar empregos em jornalismo de investigação é através de sites especializados nessa área. Existem diversos portais e plataformas online que reúnem vagas de emprego específicas para jornalistas investigativos. Alguns exemplos incluem o site da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (ABRAJI), o Portal dos Jornalistas e o site da Agência Pública. Esses sites costumam ter uma seção dedicada exclusivamente a vagas de emprego em jornalismo de investigação, onde você pode encontrar oportunidades atualizadas regularmente.

2. Redes sociais profissionais

As redes sociais profissionais, como o LinkedIn, também são ótimas ferramentas para encontrar empregos em jornalismo de investigação. Essas plataformas permitem que você crie um perfil profissional, compartilhe seu currículo e se conecte com outros profissionais da área. Além disso, muitas empresas e organizações divulgam suas vagas de emprego diretamente nessas redes sociais, facilitando o acesso às oportunidades. Certifique-se de otimizar seu perfil e utilizar palavras-chave relevantes para aumentar suas chances de ser encontrado por recrutadores e empregadores.

3. Agências de notícias e veículos de comunicação

As agências de notícias e veículos de comunicação são grandes empregadores de jornalistas investigativos. Grandes jornais, revistas e canais de televisão costumam ter equipes dedicadas exclusivamente a esse tipo de jornalismo. Portanto, é importante ficar de olho nas oportunidades oferecidas por essas organizações. Acesse os sites das principais agências de notícias e veículos de comunicação do país e verifique se há vagas disponíveis na área de jornalismo de investigação. Além disso, é recomendado enviar seu currículo e portfólio para essas empresas, mesmo que não haja vagas abertas no momento, pois muitas vezes elas mantêm um banco de talentos para futuras contratações.

4. Eventos e conferências de jornalismo

Participar de eventos e conferências de jornalismo é uma excelente maneira de se conectar com outros profissionais da área e ficar por dentro das últimas tendências e oportunidades de emprego. Muitos desses eventos contam com a presença de recrutadores e empregadores em busca de talentos. Além disso, as palestras e workshops oferecidos nesses eventos podem te ajudar a aprimorar suas habilidades e conhecimentos em jornalismo de investigação, tornando-se um candidato mais atrativo para as vagas disponíveis. Fique atento à agenda de eventos e conferências da sua região e não deixe de participar.

5. Parcerias com organizações não governamentais

As organizações não governamentais (ONGs) também são importantes empregadoras de jornalistas investigativos. Muitas ONGs atuam em áreas sensíveis e de interesse público, como direitos humanos, meio ambiente e corrupção, e precisam de profissionais qualificados para realizar investigações e denúncias. Portanto, é interessante buscar parcerias com essas organizações, oferecendo seus serviços como jornalista investigativo. Entre em contato com ONGs relevantes para a área em que você deseja atuar e apresente seu currículo e portfólio. Essas parcerias podem resultar em oportunidades de emprego ou projetos freelance.

<

Para se candidatar, clique aqui